Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Apanhar a Onda!

'O homem justo não é o que não comete nenhuma injustiça, mas aquele que, podendo ser injusto, não o quer ser.'

A Apanhar a Onda!

'O homem justo não é o que não comete nenhuma injustiça, mas aquele que, podendo ser injusto, não o quer ser.'

Vencedores Parte II

 

Os Vencedores do desafio "A beleza nasce ou faz-se?". Confiram a vossa posição:

  

1ºLugar: Anarita "A beleza interior conta muito mais do que a exterior,mas se não nos sentirmos bem connosco por fora não vamos estar bem por dentro, e vice versa!

 

2ºLugar: André Jesus "A beleza nasce e faz-se. É uma mistura de acontecimentos bonitos que nos tornam puros com o passar do tempo. Não nascemos belos, nascemos sem nada e a beleza vai acontecendo com o correr dos nossos anos de vida (beleza interior). Tudo o que existe teve de nascer em alguma coisa."

 

3ºLugar: Mia "A beleza reside dentro de nós :), mas há quem diga que se construi e eu acredito nas duas"

 

4ºLugar: Maria "A beleza nasce! Também se faz! "

 

5ºLugar: Vítor Fernandes "A beleza acontece quando o exterior se encontra com o nosso interior e ambos se conjugam em perfeita harmonia"

 

6ºLugar: Gatinhafofa "Por mim nasce mas também se faz. Essa pergunta é um bocadito difícil de responder"

 

P.s: Obrigada aos participantes.

 

Vencedores

 

Melhor opinião sobre a música:

 

1º Lugar: L "LINDAAAAAAAAAAAA! +.+"

2ºLugar: anarita "gostei mto da musica! @"

3º Lugar: Maria "A música é lindissima! Beijinho."

4ºLugar: Samy "muito giro."

 

Os vencedores do outro desafio, serão publicados noutro post. Mas quem quiser participar, ainda tem uma oportunidade.

 

 

 

Porque

 

"Porque os outros se mascaram mas tu não
Porque os outros usam a virtude
Para comprar o que não tem perdão
Porque os outros têm medo mas tu não

Porque os outros são os túmulos caiados
Onde germina calada a podridão.
Porque os outros se calam mas tu não.

Porque os outros se compram e se vendem
E os seus gestos dão sempre dividendo.
Porque os outros são hábeis mas tu não.

Porque os outros vão à sombra dos abrigos
E tu vais de mãos dadas com os perigos.
Porque os outros calculam mas tu não."

Sophia de Mello Breyner Andresen

 

Pág. 1/3