Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Apanhar a Onda!

'O homem justo não é o que não comete nenhuma injustiça, mas aquele que, podendo ser injusto, não o quer ser.'

A Apanhar a Onda!

'O homem justo não é o que não comete nenhuma injustiça, mas aquele que, podendo ser injusto, não o quer ser.'

23
Jan24

O mais simples....

Tay

"O mais simples é, quase sempre, também o mais importante. E, tantas vezes o maior desafio da vida está em ver (tudo e todos) para além do óbvio. O desafio é focarmo-nos no que de bom nos acontece e abstrairmo-nos de tudo o que foi menos bom. Sei que é esta leveza que todos precisamos de carregar no peito. E também sei que, no resto, é deixar que a vida faça o que de melhor sabe fazer: pôr cada coisa (e pessoa) no devido lugar. De tudo, fico somente com o que me traz calma à alma e paz no coração.

Fazer silêncio no peito.

Respirar fundo.

Confiar.

Abrir os olhos.

Ir."

 

_8ff14d7d-1542-4eb3-b0a3-4b48fcedd645.jpeg

 

15
Jan24

Será?

Tay

"Já me questionei inúmeras vezes do porquê de coisas más acontecerem a pessoas boas. E acredito verdadeiramente que vocês também já se questionaram sobre isso.
Quantas vezes é que perguntamos a nós próprios "Porque é que isto me está a acontecer a mim?"- a verdade é que quando coisas más acontecem a pessoas boas nunca encontramos resposta para o que está acontecer (só mais tarde).
Na realidade tudo acontece por alguma razão e eu sou aquele género de pessoa que acredita que depois da tempestade vem a bonança e que melhores coisas virão.
Não é por coisas más acontecerem que devemos de deixar de ser boas pessoas, até pelo contrário, não devemos deixar de ser quem somos, devemos continuar a seguir a nossa vida com o coração. Devemos continuar a amar, a confiar, a dar o melhor de nós a cada dia, a apoiar aqueles que gostam de nós e que nos mostram todos os dias o quanto somos especiais... mais tarde ou mais cedo seremos recompensados por isso.
A mim já me aconteceram coisas más, mas é certo e sabido que nunca desisti de ser boa pessoa, de viver com amor e com o coração. Por isso, mesmo que a vida te mostre que as coisas más acontecem a pessoas boas, nunca desistas de ser quem és."

 

rapariga com cabelo comprido castanho, com óculos, brincos, sorridente ,  disney pixar

14
Jan24

Aprendes...

Tay

"Depois de algum tempo aprendes que o sol queima se te expuseres a ele por muito tempo. Aprendes que não importa o quanto tu te importas, porque algumas pessoas não se importam. Aceitas que apesar da bondade que reside numa pessoa, ela poderá ferir-te de vez em quando e precisas de perdoá-la por isso. Aprendes que falar pode aliviar dores emocionais. Descobres que se leva anos para construir a confiança e apenas segundos para destruí-la, e que poderás fazer coisas das quais te arrependerás para o resto da vida."

William Shakespeare

_2a260296-830c-4cfb-9fee-de287839f8a2.jpeg

 

14
Jan24

O maior medo...

Tay

"O maior inimigo de um amor pleno é o medo. O medo de não ser suficientemente amado, de não amar o suficiente, de não sermos a pessoa que pensamos que o outro quer, o medo da responsabilidade, da rotina, do compromisso, o medo de falhar, de se deixar ir, de amar e de se deixar amar." 

 

disney pixar mulher sorridente cabelo comprido olhos castanhos brincos com óculos com um cacehcol

Nota: prometo passar pelos vossos blogs

07
Jan24

Pensamentos...

Tay

"A vida, faz-nos destas coisas.Tem alturas em que parece que nos parte ao meio. Pior, parece que nos parte em mil pedaços. Que nada se mantém intacto à nossa volta. Que nada haverá que restabeleça a ordem e a calma. Que ficaremos, assim como que desfeitos em nós mesmos. Puras migalhas daquilo que fomos. Uns cacos perdidos por aí.

A vida, faz-nos destas coisas. Parece que nos destrói. Que nos arrebata o fôlego de viver. Que preferíamos ir ali ao fundo e não voltar.

A vida, faz-nos destas coisas. Cabe-nos a nós conseguir reunir os cacos novamente. Parar para pensar. Erguer a cabeça e ir à luta. A vida, faz-nos destas coisas. Não podemos é deixar de fazer coisas à vida! De lhe trocar as voltas. De nos reinventar. De reaprender a viver.

E, às vezes, a vida também tem razão. E precisamos de nos partir em pedaços para reorganizarmos o que estava baralhado e voltarmos a ser inteiros. E felizes. Para sempre!"

 

_fafe478e-caf2-46e4-9e00-83cc619ec7b7.jpeg

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Blogs Portugal

Pesquisar

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub